Números Racionais

Página Inicial » Ensino Fundamental » Conjuntos » Conjuntos Numéricos » Números Racionais

Os números racionais formam o conjunto dos números racionais que é identificado pelo símbolo Q. Este conjunto é formado pelos números fracionários que podem ser reduzidos à forma a/b, em que a ∈ Z, b ∈ Z* e b ≠ 0.

Q = {x = a/b | a ∈ Z e b ∈ Z*}

Veja que a pode ser qualquer número inteiro (Z) e b somente número do conjunto dos inteiros não nulos (Z*).

Exemplos de números racionais:

  • 41 = 4 (números inteiros)
  • 3100 = 0,03 (números decimais exatos)
  • 53 = 1,6666… (dízimas periódicas)

A fração a/b, sendo a o numerador e b o denominador, se o MDC de a e b for 1, então temos que a e b são primos entre si, logo a/b é uma fração irredutível.

Exemplo de frações irredutíveis: 13; 45; 27

Subconjuntos importantes dos números racionais

Definiremos agora os conjuntos que são subconjuntos dos números racionais:

  • Q+ = conjuntos dos números racionais positivos.
  • Q = conjuntos dos números racionais negativos.
  • Q* = conjuntos dos números racionais não nulos.
  • Q*+ = conjuntos dos números racionais positivos e não nulos.
  • Q* = conjuntos dos números racionais negativos e não nulos.

O conjunto dos números inteiros também é um subconjunto do conjuntos dos números racionais, pois todo número inteiro pode ser representador como uma fração com denominador 1.

Exemplo:

  • 6 ∈ Q, pois 6 = 61
  • 3 ∈ Q, pois 3 = 31

Números decimais

Todo número racional a/b, com b ≠ 0, podemos representá-lo como um número decimal. Para transformar um número racional para um número decimal dividimos o número inteiro a pelo número inteiro b. Nessa transformação dois casos podem ocorrer:

  1. O número decimal ter uma quantidade finita e exata de algarismos.

    Exemplo: 51 = 5; 12 = 0,5; 110 = 0,1

  2. O número decimal ter uma quantidade infinita de algarismos e formar uma dízima periódica.

    Exemplo: 23 = 0,6666…; 53 = 1,6666…

Um número decimal também pode ser convertido para um número racional na forma de fração. Veja algumas formas de fazer essa conversão:

  • Quando o número for uma decimal exata, o numerador é o número sem virgula e o denominador é o número 1 seguido da quantidade de números zeros de acordo com a quantidade de números nas casas decimais.
    • Exemplo:

      • 0,5 = 510; 5 é o número sem a vírgula e 1 no denominador com a quantidade de zero definido pela quantidade de números após a vírgula, assim 10.
      • 6,231 = 62311000; da mesma forma número sem a virgula no numerador e no denominador 1 mais a quantidade de números após a vírgula, logo 1000.
  • Quando o número decimal for uma dízima periódica devemos procurar a sua fração geratriz.
    • Exemplo 1:
      • A fração geratriz para 0,333…

        x = 0,333…
        10x = 3,333…

        Assim, 10x – x = 3 ⇒ x = 39

        No exemplo tivemos x = 0,333…, depois multiplicamos os dois lados por 10. Por fim, subtraímos 10x – x e 0,333… por 3,333…; encontramos 9x = 3 ⇒ x = 39.

        Este exemplo também pode ser resolvido assim: no numerador coloca o aquilo que se repete (período), no denominador coloca o número 9 de acordo com a quantidade de algarismos que se repetem após a vírgula. Veja: 0,333… ⇒ 39; outro exemplo: 0,545454… ⇒ 5499

    • Exemplo 2:
      • 0,521111…

        Para encontrar a fração para este exemplo, juntamos a parte do período que não se repete com o período (521) e subtrai-se da parte que não se repete (52). No denominador colocamos um 9 para cada algarismo que forma o período e zero (0) para cada número que não faz parte do período. Veja

        0,521111… ⇒ (521 – 52)/900 = 469900

      • 3,52222…

        3,52222… ⇒ (352 – 35)/90 = 31790

Leia também

Números Naturais

Números Inteiros

Números Racionais

Números Irracionais

Números Complexos

Conjuntos Numéricos

Razão e Proporção

Subtração de Frações

Números Primos

Regra de Três Composta

Critérios de Divisibilidade

Porcentagem

Tabuada


Author by