Retas Concorrentes

Página Inicial » Ensino Médio » Geometria » Retas » Retas Concorrentes

Chamamos duas retas de concorrentes disposta no mesmo plano, quando as duas retas se cruzam em um ponto que é comum a ambas.

Um caso particular de retas concorrentes são as retas perpendiculares entre si. Elas se cruzam em um ponto comum e formam um angulo reto (ângulo de 90°).

As retas concorrentes são classificadas de acordo com os ângulos da seguinte forma:

Perpendiculares: quando forma um ângulo reto (ângulo que mede 90°);

Retas perpendiculares
Retas perpendiculares

Oblíquas: quando uma reta cruza a outra de forma não perpendicular.

Retas Oblíquas
Retas Oblíquas

Nas retas concorrentes oblíquas, os ângulos formados pelo cruzamento em um ponto comum as duas retas são diferentes de 90°. Dessa forma, não importa a medida do ângulo para ser oblíqua, ele só tem que ser diferente de 90°.

Duas retas concorrentes formam 4 ângulos entre si ao se cruzarem num ponto comum. A partir disso, podemos apresentar alguns conceitos em relação aos ângulos formados.

Ângulos das Retas Concorrentes

As retas concorrentes ao se cruzarem em um ponto comum as duas retas, elas formam 4 ângulos. Os ângulos opostos pelo vértice tem medidas iguais. Na imagem, os ângulos α e β são opostos entre si pelo vértice A e tem medidas iguais. O vértice é o ponto A onde as retas se cruzam.

Ângulos das Retas Concorrentes

Além disso, dois ângulos com medidas diferentes tem medidas de 180° e são chamados de ângulos suplementares. Na imagem, os ângulos α e β tem medidas diferentes e a soma das medidas dos ângulos devem medir 180°.

Ângulos das Retas Concorrentes

As retas concorrentes que são perpendiculares entre si, formam 4 ângulos com medidas iguais, todos os ângulos são retos, isto é, possuem medidas iguais a 90°.

Ângulos das Retas Concorrentes

Ponto de Intersecção das Retas Concorrentes

A própria definição para as retas concorrentes diz que duas retas são concorrentes se existe um ponto comum entre ambas. Isto quer dizer que elas se cruzam uma com a outra ou simplesmente dizemos que é onde temos o ponto de intersecção das retas.

Se tivermos duas retas s e t, concorrentes, de forma que as equações gerais dessas retas sejam aux + buy + cu = 0 e atx + bty + ct = 0.

Como as retas são concorrentes, então, ao representarmos no plano cartesiano, as retas terão um ponto P em comum.

Ponto de Intersecção das Retas Concorrentes
Ponto de Intersecção das Retas Concorrentes

Dessa forma, o conjunto solução para o sistema com as equações gerais para as retas no sistema cartesiano é o par ordenado (x0, y0), o ponto de intersecção das retas (s ∩ t = {P}).

Exemplo:

Sejam as retas s e t com as equações gerais x + 2y – 3 = 0 e 2x + y + 2 = 0, respectivamente. Encontre o ponto P(x0, y0) comum às retas.

Resolução:

A solução para esse problema é encontrar a solução do sistema de equações formado pelas duas equações apresentadas na questão. Então, temos o sistema:

Ponto de Intersecção das Retas Concorrentes

Simplificando a primeira equação na variável x, temos:

Ponto de Intersecção das Retas Concorrentes

Substituindo x em y na segunda equação:

Ponto de Intersecção das Retas Concorrentes

Por fim, substituindo o valor encontrado para y na primeira equação, temos:

Ponto de Intersecção das Retas Concorrentes

Portanto, o ponto de intersecção P(x0, y0) tem coordenadas no plano cartesiano igual a -5 e 83, e P(-5, 83)

Dúvidas, utilize os comentários abaixo.


Jean Carlos Novaes by